Dilma anuncia investimento em SP e diz que pactos estão bem encaminhados

sexta-feira, 25 de outubro de 2013 14:24 BRST
 

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO, 25 Out (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta sexta-feira investimentos de 5,4 bilhões de reais no metrô e nos trens urbanos da região metropolitana de São Paulo e voltou a dizer que os cinco pactos anunciados por ela após a onda de manifestações de junho deste ano estão bem encaminhadas.

"Investir em metrô em nossas cidades é absolutamente essencial", disse a presidente durante cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, acrescentando que o Brasil precisa "abandonar o complexo de vira-lata" que impediu investimentos em metrô no passado.

"Houve críticas ao fato de o governo federal financiar essas obras, por que ampliava os gastos dos Estados e dos municípios. Mas eu quero dizer que nós vamos continuar a financiar essas obras de mobilidade urbana... Sem esse tipo de financiamento, que é criticado por aí, não sai obra de longo prazo no Brasil."

Dos 5,4 bilhões de reais que serão investidos, segundo o governo de São Paulo, 4,06 bilhões de reais serão oriundos de financiamentos e o 1,34 bilhão de reais restante virá do Orçamento da União.

O financiamento tem prazo de 30 anos, com 5 anos de carência, e juros subsidiados. Participaram da cerimônia o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), além de prefeitos de cidades da região metropolitana da capital paulista.

O pacto para melhoria da mobilidade urbana, anunciado por Dilma após os protestos que chegaram a levar mais de 1 milhão de pessoas às ruas do país em junho, prevê investimentos de 50 bilhões de reais no setor e foi uma resposta a uma das principais reivindicações das manifestações, iniciadas por conta do aumento da passagem do transporte público em várias cidades.

Dilma também lembrou os demais pactos assumidos em junho, como o da responsabilidade fiscal e controle da inflação, o de melhoria da saúde, da educação e da reforma política, da qual a presidente se declarou "lutadora e defensora".

A presidente tem abordado repetidamente nesta semana o discurso de que os cinco pactos assumidos por ela em junho estão bem encaminhados. Após a onda de manifestações, pesquisas mostraram forte queda na avaliação do governo Dilma que, depois que os protestos arrefeceram, se recuperou, mas não retornou ao patamar elevado anterior aos protestos.   Continuação...

 
Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, fala durante cerimônia para o Programa Mias Médicos no Palácio do Planalto, em Brasília. Dilma afirmou no Twitter que vai anunciar nesta sexta-feira em São Paulo um investimento de 5,4 bilhões de reais para obras de expansão do metrô e do trem urbano na capital paulista, em mais um pacote de projetos de mobilidade urbana com o objetivo de responder a uma das principais demandas das manifestações de junho no país. 22/10/2013. REUTERS/Ueslei Marcelino