Petrobras incorpora refinaria Abreu e Lima após fracasso com PDVSA

sexta-feira, 25 de outubro de 2013 21:13 BRST
 

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO, 25 Out (Reuters) - O Conselho de Administração da Petrobras decidiu pela incorporação da Refinaria Abreu e Lima, informou a empresa brasileira em fato relevante nesta sexta-feira, já que negociações com a estatal da Venezuela PDVSA não deram resultado.

"As negociações com interessados, dentro das premissas fixadas pela Petrobras, não lograram êxito", afirmou a empresa em nota.

A incorporação da refinaria, localizada em Pernambuco, pretende melhorar a execução das suas obras, disse a estatal.

A decisão vem após longa negociação com a Venezuela, que ainda não havia feito o pagamento de sua parte (40 por cento) da refinaria, lançada em 2005 como símbolo de uma aliança estratégica entre Brasil e Venezuela, antes do anúncio do pré-sal.

A refinaria foi projetada para uma capacidade de 230 mil barris ao dia, com algumas estruturas previstas apenas por causa da parceria esperada com a Venezuela.

Mais de três quartos das obras já estão concluídas, com investimentos da Petrobras --o custo da refinaria subiu consideravelmente em relação ao valor inicial, sendo estimado no início do ano em 17 bilhões de dólares.

A incorporação da refinaria será submetida ao exame e deliberação dos acionistas em Assembleia Geral Extraordinária da Petrobras a ser convocada oportunamente, informou a estatal.

(Por Sabrina Lorenzi e Roberto Samora)