Alcoa pretende reabrir negociação com Klesch sobre fábrica na Itália

segunda-feira, 28 de outubro de 2013 17:53 BRST
 

ROMA, 28 Out (Reuters) - A fabricante de alumínio alemã Alcoa pretende reabrir conversas para vender uma fábrica italiana para o grupo industrial suíço Klesch, disse a empresa nesta segunda-feira após uma reunião entre representantes sindicais e do governo italiano em Roma.

A Alcoa interrompeu negociações em junho para vender sua usina de fundição na ilha de Sardenha para a Klesch, que publicou uma manifestação formal de interesse no ano passado.

As duas empresas e sindicatos de trabalhadores deverão se encontrar novamente no Ministério da Indústria no fim de novembro para verificar se um acordo poderá ser fechado, afirmou o sindicato UILM e o vice-ministro da Indústria, Claudio De Vincenti.

Cerca de 300 trabalhadores demitidos da usina protestaram do lado de fora do ministério durante o encontro no qual o governo disse que não houve outras empresas além da Klesch interessada na unidade, informou o UILM.

A Alcoa decidiu no ano passado fechar sua unidade de fundição na Sardenha, uma ilha atingida por alto desemprego e fraco crescimento econômico, alegando que os altos preços da energia elétrica prejudicaram sua competitividade.

Mas após intensa pressão política, a gigante norte-americana do alumínio dispensou trabalhadores temporariamente e manteve a unidade enquanto procurava um comprador.

(Reportagem de Francesca Piscioneri)