October 31, 2013 / 10:54 AM / 4 years ago

Gerdau tem lucro acima do esperado puxado por operação Brasil

6 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO, 31 Out (Reuters) - A Gerdau, maior produtora de aços longos das Américas, teve lucro acima do esperado no terceiro trimestre, em um desempenho impulsionado por maiores vendas e preços de aço no Brasil, mas contido por fraqueza nas operações nos Estados Unidos.

A companhia teve lucro líquido de 642 milhões de reais, crescimento de 57 por cento sobre o resultado positivo obtido um ano antes. O desempenho veio acima da estimativa média de analistas apurada pela Reuters, de 546,5 milhões de reais, e as ações da companhia subiam mais de 3 por cento no início da tarde, ante queda do Ibovespa.

"O resultado da Gerdau foi bom e melhor que o esperado pelo mercado (...) apesar das operações na América do Norte destoarem negativamente, o crescimento de volumes de vendas e de receita por tonelada nos demais mercados compensaram", afirmou William Castro Alves, analista da XP Investimentos, em relatório.

As operações brasileiras da Gerdau tiveram crescimento de 42 por cento na geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), com a margem passando de 19,4 por cento um ano antes para 24,6 por cento. Já as operações na América do Norte sofreram queda de 37 por cento no Ebitda e recuo de margem de 6 para 3,7 por cento.

Segundo a Gerdau, enquanto na operação Brasil a empresa vendeu mais aço e a preços maiores na comparação anual, na divisão América do Norte houve queda de 9 por cento no volume vendido e crescimento de 3 por cento nos custos das vendas.

O resultado da Gerdau foi divulgado um dia depois da Usiminas anunciar seu primeiro lucro em sete trimestres depois de estratégia que priorizou vendas no Brasil ante exportações.

No caso da Gerdau, a unidade brasileira viu oportunidades de exportação em relação ao segundo trimestre, elevando as vendas externas no período em 41 por cento, enquanto manteve o volume vendido no país praticamente inalterado.

Segundo o diretor financeiro da companhia, André Pires, o aumento das exportações a partir do Brasil foi "um evento pontual" por conta de variações cambiais e a expectativa para o quarto trimestre é de retomada no crescimento das vendas no país.

O presidente-executivo da companhia, André Gerdau Johannpeter, afirmou que a empresa espera uma desaceleração na produção de veículos do Brasil no quarto trimestre por conta de estoques elevados da indústria. Para 2014, ele vê "boa evolução" no mercado de aço para infraestrutura no país, principalmente voltada para mobilidade urbana.

Já para o mercado norte-americano, ele afirmou que mantém otimismo sobre o crescimento, "que deverá mostrar evolução no próximo ano e nos anos seguintes".

Chapa Grossa

A Gerdau investiu 715 milhões de reais no terceiro trimestre, elevando o montante no ano para 1,9 bilhão. No período a empresa iniciou operação de laminador de bobinas a quente na usina de Ouro Branco (MG), com capacidade de 800 mil toneladas anuais e que marca a entrada da empresa nos segmento de aços planos no Brasil.

Gerdau, porém, evitou comentar detalhes sobre volumes de vendas neste ano e no próximo. No início do ano, o executivo chegou a estimar vendas entre 300 mil e 350 mil toneladas em 2013.

Enquanto isso, outro importante equipamento sendo implantado pela empresa, laminador de chapas grossas, está previsto para entrar em operação entre final de 2015 e início de 2016, disse Gerdau.

No geral, a receita líquida da Gerdau cresceu 7 por cento no terceiro trimestre sobre um ano antes, para 10,49 bilhões de reais, enquanto o custo das vendas avançou 4 por cento, a 8,96 bilhões.

O crescimento na receita ocorreu apesar de queda de produção no Brasil (-6,8 por cento) e na América do Norte (-16 por cento) sobre o terceiro trimestre de 2012, em meio a esforços para otimizar capital de giro. Os cortes contribuíram para redução de 5 por cento na produção total de aço bruto da Gerdau entre julho e setembro, para 4,5 milhões de toneladas.

A companhia encerrou setembro com dívida líquida de 11,94 bilhões de reais, ligeiro avanço sobre os 11,6 bilhões de um ano antes, mas abaixo dos 12,3 bilhões do segundo trimestre. A relação dívida líquida sobre Ebitda passou de 2,7 em setembro passado para 2,8 vezes ao final do mês passado.

O vice-presidente financeiro afirmou que a Gerdau tem até 29 de novembro para decidir se vai aderir ao programa de refinanciamento de dívidas aberto pela Receita Federal. A empresa tem contestado cobrança de 1,3 bilhão de reais feita pelo governo.

mineração

A entrada em operação no trimestre de nova unidade de tratamento de minério em Miguel Burnier (MG) elevou a capacidade de produção de minério de ferro da Gerdau para 11,5 milhões de toneladas por ano.

Segundo Pires, a empresa deve vender entre 700 mil e 750 mil toneladas de minério de ferro para terceiros este ano, elevando o volume para entre 4 milhões e 5 milhões de toneladas em 2014. A necessidade própria da usina da Gerdau em Minas Gerais é de 5 milhões a 6 milhões de toneladas.

A expectativa da empresa é atingir capacidade de produção de 18 milhões de toneladas de minério de ferro em 2016.

Por Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below