Dólar sobe quase 2% e vai a R$2,23, com Fed e BC

quinta-feira, 31 de outubro de 2013 17:03 BRST
 

SÃO PAULO, 31 Out (Reuters) - A perspectiva de que os Estados Unidos possam reduzir seu programa de estímulos em breve, a não rolagem dos swaps que vencem na sexta-feira pelo Banco Central brasileiro e a briga pela formação da Ptax levaram o dólar a subir quase 2 por cento nesta quarta-feira, anulando toda a queda acumulada no mês até então e superando 2,23 reais no fechamento pela primeira vez desde o fim de setembro.

No entanto, analistas afirmam que a tendência é que a moeda norte-americana volte a cair nas próximas sessões e se acomodar mais perto de 2,20 reais, uma vez que há expectativa de entrada de recursos do leilão de Libra e pela persistente ação do BC.

O dólar ganhou 1,93 por cento ante o real, para 2,2343 reais na venda, mais alto nível de fechamento desde 27 de setembro, quando ficou em 2,2575 reais. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,8 bilhão de dólares.

(Por Bruno Federowski)