CMN decide elevar orçamento do PSI para R$95 bi em 2013

quinta-feira, 31 de outubro de 2013 20:32 BRST
 

BRASÍLIA, 31 Out (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu nesta quinta-feira autorizar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a usar 10 bilhões de reais de seu próprio orçamento para o Programa de Sustentação do Investimento (PSI.

Com isso, o total do orçamento do PSI sobe de 85 bilhões de reais para 95 bilhões de reais em 2013, informou o Tesouro Nacional. O programa fornece crédito para investimento em bens de capital.

"A decisão é uma motivação para manter o incentivo da expansão da indústria nacional", afirmou o assessor econômico do Tesouro Nacional Bruno Leal em entrevista após a reunião do CMN.

Ao aprovar o voto, o Tesouro não informou o custo do subsídio dos encargos financeiros desses 10 bilhões de reais.

O CMN decidiu também que fundos de pensão terão limite de até 10 por cento para compra de cotas de fundos de investimento de dívida externa.

Além disso, o Conselho Monetário Nacional elevou para 30 por cento, ante 25 por cento, o limite que os fundos de pensão podem investir em capital de Sociedades de Propósito Específico (SPE).

O CMN também aprimorou pontos específicos de normativos já existentes relativos a Basileia III. A decisão, segundo o CMN, reflete situações específicas verificadas no processo de implantação dos novos normativos.

(Reportagem de Luciana Otoni)