Klabin convoca assembleia para 28/11 sobre capitalização

sexta-feira, 1 de novembro de 2013 08:37 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Klabin convocou uma assembleia geral extraordinária para 28 de novembro, para deliberar sobre o processo de capitalização da companhia e reformulação do estatuto social para adaptação aos requisitos de adesão ao Nível 2 de listagem da BM&FBovespa.

Na semana passada, a empresa havia informado que iria convocar uma assembleia para decidir sobre a listagem no Nível 2 da BM&FBovespa, em meio ao processo de capitalização para investimento no Projeto Puma, fábrica de celulose que a Klabin pretende construir no Paraná.

Espera-se que o projeto Puma tenha um valor industrial de investimento de 5,8 bilhões de reais.

Segundo o edital de convocação, os acionistas também deverão deliberar pela inclusão, no estatuto da empresa, da previsão do capital autorizado da companhia até o limite de 1,120 bilhão de ações, com atribuição de competência ao conselho de administração para aprovar a emissão de ações, debêntures conversíveis e bônus de subscrição dentro do limite.

Além disso, a Klabin também convocou assembleia especial de preferencialistas para o mesmo dia, para definir sobre a substituição da vantagem atual dos detentores de ações preferenciais, de dividendo 10 por cento superior, pelo direito de participar em oferta pública por possível alienação de controle nas mesmas condições, conforme estabelecerá o novo estatuto social, caso ele seja aprovado pelas assembleias.

A decisão da assembleia de preferencialistas depende da decisão que será tomada na reunião geral extraordinária.

Nesta semana, o diretor-geral da empresa, Fabio Schvartsman, lembrou, em teleconferência de resultados, que a empresa considera duas alternativas de capitalização - aumento de capital ou debêntures conversíveis - e que a decisão seria tomada após assembleias.

(Por Roberta Vilas Boas)