Venda de veículos novos no Brasil cai 3,3% em outubro, diz fonte

sexta-feira, 1 de novembro de 2013 16:24 BRST
 

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO, 1 Nov (Reuters) - A venda de veículos novos no Brasil em outubro recuou sobre um ano antes e manteve a desaceleração iniciada neste semestre, indicando que o setor terá dificuldade para atingir as metas para 2013.

Os licenciamentos de carros, comerciais leves, ônibus e caminhões em outubro somaram 330.228 unidades, queda de 3,3 por cento ante igual mês de 2012, mostraram dados preliminares de emplacamentos obtidos pela Reuters nesta sexta-feira com uma fonte do setor. Na comparação com setembro, houve alta de 6,6 por cento.

Por segmento, as vendas de carros somaram 234.047 unidades, enquanto as de comerciais leves foram de 79.841, segundo informou a fonte, que pediu para não ser identificada. Os licenciamentos de caminhões ficaram em 13.302 veículos e os de ônibus, em 3.038 unidades.

Outubro teve 23 dias úteis de emplacamentos, ante 21 dias em setembro. Assim, as vendas diárias nessa base em outubro corresponderam a 14.358 veículos, enquanto as de setembro foram de 14.755 unidades. O pico deste ano ocorreu em junho, com vendas diárias de 15.930 unidades.

META DIFÍCIL

De janeiro a outubro, a indústria registrou vendas de 3,11 milhões de veículos novos no país.

A Anfavea, associação das montadoras, estima que os licenciamentos em 2013 fiquem entre 3,84 milhões e 3,88 milhões de unidades, com crescimento de 1 a 2 por cento sobre 2012.

As montadoras precisarão atingir vendas mensais de cerca de 365 mil veículos em novembro e dezembro para que se confirme o piso da previsão atual da entidade, que foi reduzida em setembro ante uma projeção anterior, de alta de 3,5 a 4,5 por cento no ano.   Continuação...

 
Homem examina carro da marca chinesa JAC em uma concessionária de São Paulo. A venda de veículos novos no Brasil em outubro recuou sobre um ano antes e manteve a desaceleração iniciada neste semestre, indicando que o setor terá dificuldade para atingir as metas para 2013. 30/10/2013. REUTERS/Paulo Whitaker