JPMorgan revela investigações sobre manipulação do câmbio

sexta-feira, 1 de novembro de 2013 13:50 BRST
 

NOVA YORK, 1 Nov (Reuters) - O JPMorgan, maior banco norte-americano em ativos, divulgou nesta sexta-feira que o Departamento de Justiça dos EUA e agências de outras jurisdições estão investigando práticas de contratação em Hong Kong que já estavam sendo investigadas pela Securities Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA).

A companhia disse também que está sendo questionada sobre suas negociações cambiais por várias autoridades, que estão nos estágios iniciais das investigações.

Outros grandes bancos têm feito divulgado recentemente investigações sobre manipulações de taxas cambiais das quais são alvos.

O JPMorgan também deu mais detalhes de investigações do governo norte-americano sobre o relacionamento do banco com o fraudador Bernard Madoff. Dois departamentos do governo, o Departamento de Controladoria da Moeda e a Procuradoria Geral dos EUA do Distrito de Nova York, estão investigando os laços entre Madoff e o banco.

A Procuradoria Geral do Distrito de Nova York também está investigando as atividades do banco nos mercados de eletricidade da Califórnia e do Centro-Oeste dos EUA, que foram objeto de um acordo extrajudicial de 410 milhões de dólares entre o JPMorgan e a Comissão Regulatória Federal de Energia.

A companhia fez os comunicados em envio trimestral de documentos à SEC dos Estados Unidos.

(Por David Henry e Peter Rudegeair)

 
Placa da JP Morgan Chase & Co do lado de fora de sua sede, em Nova York. O JPMorgan, maior banco norte-americano em ativos, divulgou nesta sexta-feira que o Departamento de Justiça dos EUA e agências de outras jurisdições estão investigando práticas de contratação em Hong Kong que já estavam sendo investigadas pela Securities Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA). 19/09/2013. REUTERS/Mike Segar