RBS e Renault fazem ações europeias recuarem de máximas em 5 anos

sexta-feira, 1 de novembro de 2013 16:08 BRST
 

Por Alistair Smout

LONDRES, 1 Nov (Reuters) - As bolsas de valores europeias recuaram de máximas em cinco anos nesta sexta-feira, após novos sinais de fraqueza nos balanços corporativos derrubarem as ações do Royal Bank of Scotland e da montadora Renault.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, caiu 0,25 por cento, para 1.289 pontos, segundo dados preliminares.

O papel do RBS foi o que mais caiu no FTSEurofirst 300 após anunciar surpreendente prejuízo, aquém das expectativas de lucro em 1 bilhão de libras (1,6 bilhão de dólares). A ação do banco desabou 7,5 por cento apesar do plano para criar um "banco podre" interno que veio em linha com as expectativas do mercado.

O papel da Renault também caiu diante de preocupações com os resultados, recuando 4,3 por cento após a parceira japonesa Nissan piorar sua projeção para o lucro, enquanto a fornecedora de peças de aeronaves britânica Meggitt perdeu mais de um décimo do valor de mercado após reduzir sua própria estimativa de receita.

De acordo com dados da Thomson Reuters StarMine, 53 por cento das companhias do índice SOTXX 600 divulgaram resultados piores do que a expectativa do mercado.

"Investidores tomaram as recentes revisões de metas de lucro e balanços fracos de empresas como o RBS... como uma oportunidade de embolsar lucros do rali recente", disse Kash Kamal, analista de pesquisa do Sucden Financial.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,05 por cento, a 6.734 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,29 por cento, para 9.007 pontos.   Continuação...