Ryanair corta previsão de lucro anual e ações desabam

segunda-feira, 4 de novembro de 2013 07:57 BRST
 

DUBLIN, 4 Nov (Reuters) - O lucro anual da Ryanair deverá cair pela primeira vez em cinco anos, com a intensa concorrência na Europa derrubando a tarifa média em cerca de 10 por cento durante os meses de inverno no hemisfério norte, afirmou nesta segunda-feira a maior companhia aérea europeia em número de passageiros.

Dois meses depois de fazer seu primeiro alerta de lucro em uma década, a empresa irlandesa de baixo custo reviu a previsão de lucro para o ano até março para cerca de 510 milhões de euros (688 milhões de dólares), ante 570 milhões de euros previstos anteriormente.

O vice-presidente financeiro da empresa, Howard Millar, disse que o número de passageiros ficou estável e que os gastos a bordo das aeronaves estavam subindo, mas que as pessoas estavam fazendo reservas para tarifas com descontos, num sinal de que a Europa pode não estar se recuperando tão rápido como muitos esperavam.

As ações da Ryanair caíram 11,9 por cento às 7h46 (horário de Brasília).

Os resultados da companhia aérea foram ao encontro das previsões dos analistas, com um lucro de 602 milhões de euros para os últimos seis meses encerrados em setembro, aumento de 1 por cento na comparação anual, com uma queda de 2 por cento nas tarifas médias sendo compensada por um avanço de 22 por cento nas encargos extras.

Analistas disseram que poderia haver algum potencial de ganho no ano fiscal de 2014/2015, que inclui dois períodos de Páscoa, com a companhia podendo ser beneficiada pelos recentes cortes das tarifas nos principais aeroportos, além de preços mais baixos de combustível.

(Por Conor Humphries)