Juiz livra Bank of America de um processo movido pela AIG

segunda-feira, 4 de novembro de 2013 18:22 BRST
 

NOVA YORK, 4 Nov (Reuters) - O Bank of America livrou-se de um processo movido contra ele por acionistas que o acusaram de ocultar um caso fraudulento de 10 bilhões de dólares apresentado pela American International Group.

Em uma decisão que ficou pública nesta segunda-feira, o juiz distrital John Koetl disse que o segundo maior banco do pais não é obrigado a divulgar a suposta iminência da ação da AIG, ou o tamanho de eventuais perdas.

O juiz afirmou que essa decisão ocorreu porque a notícia não era diferente de informações anteriormente divulgadas, e que o banco não fez declarações incompletas ou imprecisas, e não havia obrigação de divulgar as informações solicitadas.

A AIG entrou com uma ação judicial contra o Bank of America em agosto de 2011, acusando-o o de dar informações erradas sobre mais de 28 bilhões de dólares em títulos lastreados em hipotecas que ela comprou do banco, de suas unidades e do Merrill Lynch. As ações do Bank of America caíram 20,3 por cento no dia em que o caso foi apresentado.

(Reportagem de Jonathan Stempel)