Recuperação do setor privado da zona do euro perde força em outubro--PMIs

quarta-feira, 6 de novembro de 2013 07:21 BRST
 

Por Andy Bruce

LONDRES, 6 Nov (Reuters) - O ritmo de recuperação do setor privado da zona do euro perdeu força ligeiramente no mês passado, embora menos do que estimado inicialmente, de acordo com pesquisas Índice de Gerentes de Compras (PMIs, na sigla em inglês) nesta quarta-feira.

O PMI Composto de outubro do Markit sobre a atividade tanto no setor de serviços quanto de indústria caiu para 51,9 em outubro ante 52,2 em setembro. Entretanto, o resultado mostrou melhora em relação à leitura preliminar de 51,5.

O PMI para o setor de serviços, que cobre milhares de empresas que vão de bancos a cabeleireiros, recuou para 51,6 ante 52,2 em setembro. Isso ficou acima da leitura preliminar de 50,9.

Leitura acima de 50 indica expansão da atividade.

As pesquisas sugerem que a economia está crescendo a uma taxa trimestral de apenas 0,2 por cento, disse o Markit.

Embora o modesto ritmo de crescimento da atividade em empresas alemãs e francesas tenha ficado inalterado no mês passado, ele diminuiu nas empresas de serviços italianas e a atividade caiu de novo na Espanha.

"A perda de força levanta preocupações de que a retomada esteja falhando e coloca mais pressão sobre o Banco Central Europeu (BCE) para revigorar a recuperação", disse Chris Williamson, economista-chefe do Markit.

O BCE deve resistir à pressão para cortar a taxa de juros na quinta-feira, apesar da desaceleração da inflação para 0,7 por cento em outubro, perto da mínima em quatro anos e bem abaixo de sua meta de perto de 2 por cento.