Portugal Telecom deve ter fatia de 36,6% a 39,6% na nova empresa criada com Oi

quinta-feira, 7 de novembro de 2013 21:27 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 7 Nov (Reuters) - A fusão entre Oi e Portugal Telecom ocorrerá apenas se a fatia da companhia portuguesa na nova empresa a ser criada fique entre 36,6 e 39,6 por cento, informou a operadora brasileira nesta quinta-feira.

A Portugal Telecom poderá não consumar a operação caso sua fatia na nova companhia seja igual ou inferior a 36,6 por cento após o aumento de capital da Oi. Além disso, a Telemar Participações também poderá não consumar a fusão caso a fatia da PT na nova empresa (CorpCo) seja superior a 39,6 por cento, de acordo com comunicado ao mercado.

"Essa faixa informada de percentuais de participação da Portugal Telecom no capital da CorpCo, entre 36,6 e 39,6 por cento, corresponde à participação da PT com relação às ações da CorpCo em circulação imediatamente após a incorporação de ações da Oi pela CorpCo", disse a empresa .

A Oi informou ainda que a dívida líquida total prevista para a CorpCo será de 41,23 bilhões de reais, assumindo que ocorra o previsto aumento de capital da Oi no montante de 8 bilhões de reais. Do total da dívida, 14,48 bilhões de reais são da PT, 30,2 bilhões de reais da Oi e 4,49 bilhões de reais em capitalização das holdings (TelPart, AG e LF).

(Por Luciana Bruno; edição de Juliana Schincariol)