Ações asiáticas têm mínima em 4 anos em meio a expectativa por dados dos EUA

sexta-feira, 8 de novembro de 2013 07:34 BRST
 

Por Hideyuki Sano

TÓQUIO, 8 Nov (Reuters) - As ações asiáticas caíram para mínima em quatro semanas nesta sexta-feira, depois que Wall Street sofreu sua maior queda em mais de dois meses, com os investidores aguardando o relatório de emprego dos Estados Unidos por pistas sobre quando o banco central norte-americano reduzirá seu estímulo.

Dados mostrando que as exportações da China aumentaram mais que o esperado em outubro quase não aliviaram o clima de cautela dos investidores, com o índice acionário chinês CSI300 caindo para mínimas em dois meses.

Às 7h30 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,75 por cento, e caminhava para perda de 1,7 por cento na semana. O índice japonês Nikkei recuou 1,0 por cento. Ambos os índices atingiram seus níveis mais baixos em cerca de quatro semanas.

As ações globais podem enfrentar mais pressão se o relatório de vagas de emprego fora do setor agrícola dos EUA, que será divulgado às 11h30 (horário de Brasília), mostrar que o prejuízo econômico da paralisação parcial de 16 dias do governo foi limitada, estimulando expectativas de redução no estímulo do Federal Reserve.

Economistas estimam que 125 mil empregos foram criados em outubro, desacelerando ante os 148 mil em setembro.