CVM adia defesas em processo contra Eike e diretores da OGX

sexta-feira, 8 de novembro de 2013 09:43 BRST
 

SÃO PAULO, 8 Nov (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou prorrogação de apresentação de defesa em processo administrativo aberto contra o empresário Eike Batista e outros executivos que integraram a direção da companhia petrolífera OGX.

Segundo despacho do superintendente do órgão regulador dos mercados brasileiros, Fernando Soares Vieira, publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira, o prazo para apresentação de defesas de todos os acusados no caso passou para 22 de novembro.

O pedido de prorrogação foi feito pelo tunisiano Aziz Ben Ammar, assessor próximo de Eike. Ammar renunciou ao Conselho de Administração da OGX no início de setembro, antes da companhia entrar com pedido de recuperação judicial. Ele também deixou conselhos de outras empresas do grupo EBX, do empresário brasileiro.

O processo também envolve os nomes de Roberto Bernardes Monteiro, José Roberto Penna Chaves Faveret Cavalcanti, Luiz Eduardo Guimarães Carneiro, Paulo de Tarso Martins Guimarães e Reinaldo José Belotti Vargas.

(Por Alberto Alerigi Jr.)