Ações europeias fecham em queda após corte do rating soberano da França

sexta-feira, 8 de novembro de 2013 16:53 BRST
 

Por Sudip Kar-Gupta

LONDRES, 8 Nov (Reuters) - As ações europeias fecharam em leve queda nesta sexta-feira, com a bolsa de valores francesa repercutindo negativamente o corte da classificação de crédito soberano da França, embora muitos investidores sentissem que crescentes sinais de recuperação econômica global podem sustentar as ações no longo prazo.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis europeus, fechou com queda de 0,14 por cento, a 1.295 pontos, após atingir na quinta-feira a máxima em cinco anos a 1.316 pontos. Ainda assim, o índice cravou a quinta semana consecutiva de ganhos.

O índice francês CAC-40 registrou a pior performance entre as bolsas europeias, recuando 0,48 por cento após a agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) cortar o rating da França em um degrau para "AA", ante "AA+".

O declínio do mercado francês levou as ações europeias a registrarem desempenho pior do que as bolsas britânica e norte-americanas.

O chefe de ações europeias de alto valor de mercado da Pioneer Investments, Andrew Arbuthnott, disse que o rebaixamento da França e a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de reduzir os juros na quinta-feira mostram preocupações com a economia da zona do euro, que enfrenta ainda hoje os efeitos da crise de dívida soberana.

"Apesar do rali inicial após o corte de juros do BCE, os mercados parecem um pouco cautelosos hoje, já que a retórica mais expansionista do BCE levantou preocupações sobre a recuperação do crescimento na zona do euro", afirmou ele.

Por outro lado, o crescimento de empregos nos EUA acelerou inesperadamente em outubro.

Os dados mais fortes podem levar o Federal Reserve, o banco central dos EUA, a começar a reduzir seu programa de compra de títulos para impulsionar a economia, o que também ajudou os mercados acionários.   Continuação...