Lew, do Tesouro dos EUA, visitará China e fará pressão para mudança no câmbio

sexta-feira, 8 de novembro de 2013 17:27 BRST
 

WASHINGTON, 8 Nov (Reuters) - O governo dos Estados Unidos enviará sua principal autoridade financeira à Ásia para pressionar a China sobre o valor da sua moeda e convencer outras nações asiáticas a fecharem um acordo sobre o pacto de livre comércio até o fim do ano, disseram autoridades norte-americanas nesta sexta-feira.

O secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, vai visitar a China, Japão, Cingapura, Malásia e Vietnã na próxima semana.

Lew vai se reunir com as autoridades chinesas na sexta-feira em Pequim e discutir os compromissos da China de reduzir o papel do governo na taxa de câmbio do yuan, a moeda do país, disse um funcionário do Tesouro.

Washington disse, no mês passado, que a moeda da China estava substancialmente subvalorizada, o que torna os produtos chineses mais baratos nos Estados Unidos, em detrimento dos fabricantes locais.

O funcionário, que pediu para não ser identificado, disse que a política de câmbio da China é uma grande preocupação para o governo norte-americano

Lew também vai pressionar o Japão, Cingapura, Malásia e Vietnã a alcançar um acordo comercial até o fim de 2013.