Lopes lucra R$44,5 mi no 3o tri; vê lançamentos mais expressivos no 4o tri

sábado, 9 de novembro de 2013 10:18 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 9 Nov (Reuters) - A consultoria de imóveis Lopes viu seu lucro líquido subir 167 por cento no terceiro trimestre, na comparação anual, a 44,5 milhões de reais.

O resultado teve impactos contábeis como a amortização de intangíveis e efeito combinado de perdas e ganhos com efeitos não caixa de contabilização de opções de call e put de controladas, além de imposto de renda.

No período, o valor geral de vendas (VGV) intermediado pela companhia caiu 10 por cento, para 4,49 bilhões de reais. O mercado primário (imóveis novos) ficou com uma fatia de 3,2 bilhões de reais, queda anual de 16 por cento. Já o mercado secundário cresceu 11 por cento, para 1,3 bilhão de reais.

A LPS Brasil lançou 5,3 bilhões de reais em empreendimentos imobiliários no terceiro trimestre, ante 7,8 bilhões no terceiro trimestre de 2012.

A Lopes também informou na noite de sexta-feira que estima que o quarto trimestre possa representar entre 42 por cento e 45 por cento do volume de lançamentos de 2013.

"O terceiro trimestre apresentou uma concentração de lançamentos muito inferior ao histórico deste trimestre, acreditamos em uma retomada com lançamento de volumes expressivos no quarto trimestre", afirmou.

A receita líquida da companhia no terceiro trimestre avançou 18 por cento, para 128,8 milhões de reais.

Assim, o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) do terceiro trimestre totalizou 60,2 milhões de reais com crescimento de 42 por cento na comparação anual. Excluindo efeitos não recorrentes, o Ebitda atingiu 38,2 milhões com margem de 36,5 por cento.

(Por Juliana Schincariol)