Maior aérea regional da Europa, Flybe, cortará 500 empregos

segunda-feira, 11 de novembro de 2013 10:04 BRST
 

11 Nov (Reuters) - A Flybe, maior companhia aérea regional da Europa, obteve lucro no primeiro semestre fiscal e informou que está expandindo o alcance de seu programa de reestruturação, incluindo cerca de 500 cortes de empregos.

As ações da companhia disparavam mais de 20 por cento às 09h39 (horário de Brasília), liderando os ganhos na bolsa de Londres.

A empresa informou que vai racionalizar sua rede de rotas, revisar a composição da frota, retirar excesso de capacidade e melhorar o uso de aeronaves e tripulantes.

Diante de custos crescentes com combustível, queda no número de passageiros e tarifas aeroportuárias maiores, a companhia tem promovido um plano de reestruturação, demitindo 590 funcionários e avisando que vai se retirar de seu principal hub no aeroporto de Gatwick.

"Está claro para mim que as fases 1 e 2 das economias de custos foram necessárias, mas nós precisamos fazer mais", disse o presidente-executivo da Flybe, Saad Hammad, em comunicado.

A companhia teve lucro antes de impostos de 13,8 milhões de libras nos seis meses encerrados em 30 de setembro ante prejuízo de 1,6 milhão no mesmo período do ano anterior.

(Por Esha Vaish, em Bangalore, Índia)

 
Aeronave da companhia aérea Flybe aterrisa no aeroporto de Edinburgo, na Escócia. A Flybe, maior companhia aérea regional da Europa, obteve lucro no primeiro semestre fiscal e informou que está expandindo o alcance de seu programa de reestruturação, incluindo cerca de 500 cortes de empregos. 24/05/2011. REUTERS/David Moir