Vale põe à venda participação na Norsk Hydro e pode levantar até US$2 bi

segunda-feira, 11 de novembro de 2013 20:46 BRST
 

Por Roberto Samora e Balazs Koranyi

SÃO PAULO/OSLO, 11 Nov (Reuters) - A Vale anunciou nesta segunda-feira o lançamento de oferta para venda de ações da produtora de alumínio Norsk Hydro ASA (Hydro), em transação que pode chegar a 2 bilhões de dólares e marcar a saída da mineradora brasileira do capital da empresa norueguesa.

A negociação com a produtora de alumínio era amplamente esperada, visto que a Vale realiza desinvestimentos com o objetivo de focar esforços nos seus negócios principais, como o minério de ferro.

"A oferta das ações da Hydro é consistente com a estratégia da Vale em reduzir sua exposição a ativos não estratégicos...", disse a mineradora em nota.

A Vale colocou a venda até 407,1 milhões de ações da empresa norueguesa, que constituem a oferta base, e um adicional de até 40,7 milhões de ações, de acordo com a proposta ampliada divulgada nesta tarde. Mais cedo, a mineradora anunciou uma oferta inicial de venda de até 224 milhões de ações, que poderia ser ampliada em até 22,4 milhões de ações adicionais.

O preço por ação e o número final de ações vendidas serão determinados após a conclusão do "bookbuilding" da oferta. Um outro anúncio será feito após a precificação da transação.

Com base na cotação de fechamento da ação da Hydro nesta segunda-feira, a 26,96 coroas norueguesas (US$1=6,1610 coroas), a operação poderia gerar para a Vale até cerca de 2 bilhões de dólares.

Pela nova proposta, se todas as ações da Norsk Hydro disponíveis na oferta base forem vendidas e a opção de oferta suplementar for exercida na sua totalidade, a Vale não terá mais participação no capital votante e total da Hydro, disse a mineradora. Se o lote adicional não for vendido, a Vale manterá uma participação de 2 por cento na Hydro.

A participação atual da Vale, maior produtora global de minério de ferro, na Norsk Hydro é de 21,6 por cento, sendo a segunda principal acionista, depois do governo da Noruega, que detém 34 por cento. .   Continuação...