Wall St sobe em dia de baixo volume, ainda de olho no Fed

segunda-feira, 11 de novembro de 2013 20:03 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 11 Nov (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em alta nesta segunda-feira, levando o índice Dow Jones à máxima histórica, mesmo com investidores atentos a quando o Federal Reserve, banco central norte-americano, começará a reduzir o estímulo monetário.

O índice Dow Jones avançou 0,14 por cento, para 15.783 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,07 por cento, para 1.771 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,01 por cento, para 3.919 pontos.

Embora as ações tenham avançado nesta sexta-feira, o robusto relatório de emprego em outubro alimentou expectativas de que o Fed pode reduzir seu estímulo mais cedo do que o esperado. Pesquisa da Reuters mostrou que agora, mais operadores primários dos EUA esperam que o Fed diminua o ritmo mensal de 85 bilhões de dólares em compras de ativos antes de março.

Os leves ganhos do dia vieram com baixo volume de negociações, uma vez que o governo dos EUA e o mercado de títulos fecharam devido ao feriado do Dia dos Veteranos. O S&P 500 também ficou próximo de fechar a sessão na máxima histórica.

"O foco agora voltou ao Fed. O raciocínio é que talvez a redução foi adiantada. Talvez não venha em março, talvez venha em dezembro", disse o vice-presidente-sênior do BB&T Wealth Management, Bucky Hellwig.

Entre as maiores altas percentuais do S&P 500, a ação da Transocean ganhou 3,6 por cento, para 55,37 dólares, após a companhia informar que firmou acordo com o investidor Carl Icahn em que a perfuradora offshore pagará dividendo de 3 dólares por ação e reduzirá o número de assentos no Conselho. O índice energético do S&P 500 subiu 0,2 por cento e figurou entre os melhores desempenhos do dia.

Já o papel do Twitter, que abriu capital em meio a muito furor, avançou 3 por cento 42,90.