Negociadores da UE definem orçamento de 135,5 bi de euros para 2014

terça-feira, 12 de novembro de 2013 08:32 BRST
 

BRUXELAS, 12 Nov (Reuters) - Os gastos da União Europeia (UE) irão totalizar 135,5 bilhões de euros em 2014 segundo acordo alcançado por negociadores da UE nesta terça-feira, incluindo fundos extras para combater o crescente desemprego entre os jovens no bloco de 28 países.

O acordo, que reduz os gastos da UE em cerca de 6 por cento em relação a este ano, é o primeiro a refletir os novos termos para os orçamentos do bloco de 2014 a 2020 firmados por seus líderes em fevereiro.

"Estou feliz que pudemos alcançar um acordo com o Parlamento Europeu sobre o financiamento da áreas prioritárias como o crescimento, o emprego, a inovação e a ajuda humanitária", disse Algimantas Rimkunas, vice-ministro das Finanças da Lituânia, que ocupa a presidência rotativa da UE.

O acordo firmado depois de mais de 16 horas de negociações inclui até 3,9 bilhões de euros para a criação de empregos, treinamento e aprendizagem para os jovens europeus atualmente sem trabalho, estimados em 19 milhões.

Mas críticos dizem que o dinheiro extra é insignificante, direcionando cerca de 200 euros para cada jovem desempregado.

A vasta maioria dos gastos da UE --cerca de dois terços do total-- será utilizada em subsídios para agricultores europeus e projetos de investimento como a construção de rodovias nos países-membros mais pobres do centro e do leste europeu.

O acordo desta terça-feira tem agora que ser aprovado por ministros da UE e pelo parlamento antes de entrar em vigor.