Bovespa cai abaixo de 52 mil pontos, puxada por blue chips e Banco do Brasil

terça-feira, 12 de novembro de 2013 17:53 BRST
 

SÃO PAULO, 12 Nov (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou nesta terça-feira abaixo de 52 mil pontos pela primeira em mais de dois meses, seguindo os mercados externos e puxado pelo recuo das ações blue chips e do Banco do Brasil, reviu para baixo suas projeções para o ano.

Após a trégua de segunda-feira, o Ibovespa voltou para o campo negativo e fechou com desvalorização de 1,56 por cento, a 51.804 pontos --desde 4 de setembro o índice não fechava abaixo de 52 mil pontos. O giro financeiro do pregão foi de 7,5 bilhões de reais.

Os papéis do Banco do Brasil encerraram com desvalorização de 5,3 por cento, a 26,6 reais, liderando a queda do índice. O banco estatal divulgou no início do dia que seu lucro líquido caiu 0,9 por cento no terceiro trimestre e voltou a cortar projeções de desempenho para o ano.

"O resultado foi 'ok', mas o mercado continua um pouco preocupado com inadimplência, que veio um pouquinho maior... O mercado vê esse resultado e começa a olhar para a frente, como vai ser em 2014, quando talvez tenhamos novamente uma economia não muito forte", afirmou o analista Felipe Rocha, da Omar Camargo Corretora.

Ele acrescentou que o papel do BB teve alta expressiva no mês passado, de 15 por cento, e estava sujeito à realização de lucros.

A ação preferencial da Petrobras também ajudou a puxar o índice para baixo, depois de ter avançado brevemente em reação à notícia de que o Conselho da estatal se reuniria na tarde desta terça-feira.

Os papéis da petrolífera voltaram para terreno negativo após declaração do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que a reunião não trataria do reajuste de combustíveis.

As ações da mineradora Vale foram outra pressão negativa, além da operadora de telefonia Oi, que divulga números trimestrais após o fechamento do mercado.

"A bolsa tentou subir um pouco ontem, mas o fato é que está caindo desde o final de outubro, depois de chegar quase até os 57 mil pontos, iniciando uma realização de lucros e até uma queda com base em notícias internas não tão boas", afirmou o especialista em renda variável Rogério Oliveira, da Icap Brasil, rederindo-se a dados sobre o crescimento econômico e a situação fiscal do país.   Continuação...