Marfrig foca nas margens para voltar ao lucro em 2014

quarta-feira, 13 de novembro de 2013 16:21 BRST
 

SÃO PAULO, 13 Nov (Reuters) - A Marfrig, segunda maior empresa do setor de bovinos no Brasil, vai manter estratégia iniciada com a venda da Seara Brasil, de redução de custos e expansão de margens, para voltar a dar lucro em 2014, disse o futuro presidente da companhia, ao comentar os resultados trimestrais.

A empresa esperar em breve igualar custos e receita, alcançando o ponto a partir do qual ela poderá apresentar lucro em suas operações.

"Nós vamos ter que manter a expansão da margem. Tem que continuar um processo de contenção de custos importante e depois trabalhar no maior item que impacta a empresa, que é a despesa financeira... Mantendo estas variáveis, o 'breakeven' e o lucro, é claro, virão", disse Sérgio Rial, que assumirá a presidência da companhia no começo de 2014, em conferência com jornalistas.

A empresa teve crescimento das vendas e melhora das margens em todas as unidades, o que contribuiu para que o prejuízo fosse reduzido para 194 milhões de reais no terceiro trimestre, contra 479 milhões de reais do trimestre anterior.

A companhia foi ajudada pela transferência de dívidas, após a venda da Seara Brasil para a JBS.

O efeito da variação cambial das dívidas transferidas foi de 62 milhões de reais positivos no trimestre. As despesas financeiras sobre as dívidas transferidas geraram 40 milhões de reais. Desta forma, o prejuízo líquido ajustado no terceiro trimestre ficou em 92,5 milhões de reais.

O balanço deste trimestre é o primeiro depois da conclusão da venda de sua unidade de aves, suínos e processados para a JBS, operação feita com a meta de reduzir o alto endividamento da companhia.

A JBS, maior empresa de carnes do mundo, comprou a Seara Brasil, divisão de aves e suínos da Marfrig, no início de junho, em uma operação que envolveu a assunção de 5,85 bilhões de reais em dívidas e levou a empresa à liderança global na produção de aves.

EBITDA   Continuação...

 
Funcionário corta pedaços de carne em um abatedouro do grupo Marfrig em Promissão, em 7 de outubro de 2011. A Marfrig, segunda maior empresa do setor de bovinos no Brasil, vai manter estratégia iniciada com a venda da Seara Brasil, de redução de custos e expansão de margens, para voltar a dar lucro em 2014, disse o futuro presidente da companhia, ao comentar os resultados trimestrais. REUTERS/Paulo Whitaker