Economia brasileira tem contração de 0,12% no 3º tri, mostra BC

quinta-feira, 14 de novembro de 2013 11:20 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO, 14 Nov (Reuters) - A atividade econômica brasileira contraiu 0,12 por cento no terceiro trimestre em relação aos três meses anteriores, mostrou o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) nesta quinta-feira, confirmando as expectativas de fragilidade no período.

Segundo dados revisados, no segundo trimestre, o indicador, considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), mostrou expansão de 0,84 por cento sobre o primeiro trimestre.

Em setembro, o IBC-Br apontou estagnação ao registrar variação negativa de 0,01 por cento na comparação com agosto, segundo dados dessazonalizados, resultado pior até mesmo que a expectativa mais pessimista em pesquisa da Reuters. Na mediana de 21 analistas, a estimativa era de avanço de 0,30 por cento, com as projeções variando de zero a alta de 0,60 por cento.

Em agosto, também segundo dado revisado, houve avanço de 0,09 por cento, depois de ser informado inicialmente uma alta de 0,08 por cento.

O IBC-Br avançou 2,68 por cento na comparação com setembro de 2012 e acumula alta de 2,48 por cento em 12 meses, ainda segundo dados dessazonalizados do BC.

O principal peso sobre a economia brasileira vem da indústria, que encontra fortes dificuldades em firmar recuperação em um ano de performance errática. Segundo o IBGE, em setembro, a produção industrial brasileira avançou 0,7 por cento, recuperando-se de dois meses de fraqueza, mas o resultado ficou abaixo do esperado.

Já o varejo cresceu pelo sétimo mês seguido em setembro com alta de 0,5 por cento nas vendas, mas o ritmo mostrou desaceleração e também ficou abaixo do esperado.

Pesquisa Focus do BC mostra que a expectativa do mercado para a expansão do PIB neste ano é de 2,5 por cento.

O IBGE divulga os dados sobre o PIB do terceiro trimestre em 3 de dezembro. Entre abril e junho, a economia brasileira cresceu 1,5 por cento na comparação com o primeiro trimestre.

 
Funcionário monta carro em linha de montagem de fábrica da Ford, em São Bernanrdo do Campo. A atividade econômica brasileira contraiu 0,12 por cento no terceiro trimestre em relação aos três meses anteriores, mostrou o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) nesta quinta-feira, confirmando as expectativas de fragilidade no período. 13/08/2013. REUTERS/Nacho Doce