LLX eleva prejuízo do 3o trimestre para R$38,5 mi

quinta-feira, 14 de novembro de 2013 10:13 BRST
 

SÃO PAULO, 14 Nov (Reuters) - A empresa de infraestrutura portuária LLX encerrou o terceiro trimestre com prejuízo líquido de 38,5 milhões de reais, ampliando as perdas de 4,9 milhões sofridas em igual período de 2012, informou a companhia na noite de quarta-feira.

A receita operacional líquida da empresa totalizou 14,84 milhões de reais entre julho e setembro deste ano, queda de 15,9 por cento sobre o mesmo período de 2012.

Segundo a LLX, a queda ocorreu devido as receitas não recorrentes em 2012, "incluindo as referentes ao contrato já rescindido com a Subsea 7".

O contrato entre as duas empresas, anunciado em maio do ano passado, foi rescindido em fevereiro e contemplava o aluguel de uma área no terminal TX2 do porto do Açu, para instalação de unidade para fabricação e revestimento de dutos rígidos submarinos de grande extensão utilizados na indústria de petróleo e gás.

Enquanto isso, as despesas gerais e administrativas da empresa que tenta concluir a construção do Porto do Açu, no Rio de Janeiro, subiram de 38,36 milhões para 53,44 milhões de reais.

"A principal explicação para o aumento das despesas administrativas entre o 3T13 e o mesmo período do ano anterior foi o impacto de 15,4 milhões de reais referente a bônus de retenção pago a certos executivos, considerados estratégicos para o desenvolvimento dos negócios no médio e longo prazo", informou a LLX.

A empresa ressaltou também que, com o pedido de recuperação judicial da empresa de construção naval OSX, a parcela a receber referente ao seu aluguel de área, em 7,45 milhões de reais, além de outra parcela referente à despesa de compartilhamento de custos de sustentabilidade, em 1,58 milhões de reais, foram contabilizadas como despesas com vendas e serviços.

A LLX pertencia ao grupo EBX, de Eike Batista, mas teve o controle transferido para o grupo norte-americano EIG em outubro, em meio as dificuldades financeira do grupo do empresário.

(Por Roberta Vilas Boas)