JBS vê sinergias de R$1,2 bi após Seara; receita de R$120 bi em 2014

quinta-feira, 14 de novembro de 2013 16:58 BRST
 

Por Fabíola Gomes

SÃO PAULO, 14 Nov (Reuters) - A JBS, maior produtora global de carnes, estimou em 1,2 bilhão de reais as sinergias que poderão ser obtidas em 2014 com a compra da Seara Brasil, unidade de frango, suínos e processados adquirida neste ano que também elevou fortemente as dívidas da companhia.

A Seara Brasil e um esperado crescimento orgânico deverão elevar o faturamento anual da companhia para 120 bilhões de reais em 2014 --a título de comparação, a receita líquida foi de 24,2 bilhões de reais somente no terceiro trimestre de 2013.

A companhia também focará no ano que vem na redução dos níveis de endividamento, disseram nesta quinta-feira executivos da empresa, durante comentários dos resultados do terceiro trimestre.

A projeção do presidente da empresa, Wesley Batista, é reduzir a alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda) para no mínimo 3,0 vezes ainda em 2014.

"Não vou me comprometer, mas no mínimo três vezes é bem realista", disse Batista, em conferência com analistas.

A alavancagem da JBS --incluindo a assunção de 5,85 bilhões de reais em dívidas provenientes da aquisição da Seara e sem considerar o Ebitda da companhia adquirida da Marfrig-- encerrou o terceiro trimestre em 4,03 vezes, contra 3,28 vezes em 30 de junho de 2013.

Segundo Batista, a meta de reduzir alavancagem será alcançada com a redução de custos e geração de caixa.

Ele disse que a aquisição da Seara --que agrega 10 bilhões de reais em faturamento-- está em linha com a estratégia da empresa de tradicionalmente reverter resultados de companhias com baixo desempenho, como ocorreu com a Swift e Pilgrim's Pride, compradas no passado.   Continuação...

 
Trabalhador empacota carne em abatedouro em Promissão, São Paulo. 7/10/2011 REUTERS/Paulo Whitaker