Vendas fortes ajudam B2W a reduzir prejuízo; ações avançam

quinta-feira, 14 de novembro de 2013 14:23 BRST
 

SÃO PAULO, 14 Nov (Reuters) - As ações da varejista online B2W figuravam entre as maiores altas do Ibovespa nesta quinta-feira, avançando quase 9 por cento, após a companhia mostrar redução no prejuízo trimestral e melhora nas margens operacionais, ajudada pelo aumento das vendas no período.

Na noite de quarta-feira, a companhia havia divulgado recuo de 14,6 por cento no prejuízo do terceiro trimestre sobre igual período de 2012, com perdas líquidas de 38,6 milhões de reais.

A cifra veio abaixo do prejuízo de 44,5 milhões de reais esperado, em média, por analistas em pesquisa da Reuters.

Fruto da fusão entre a Americanas.com e Submarino, a companhia viu a receita líquida subir 22,4 por cento na comparação anual, para 1,5 bilhão de reais.

Como o custo dos produtos avançou em ritmo ligeiramente menor, a companhia elevou a margem bruta em 0,9 ponto percentual no ano a ano, para 24,7 por cento.

O avanço ajudou a B2W a melhorar os resultados operacionais, a despeito do aumento expressivo nas despesas com vendas, que subiram quase 30 por cento na comparação anual, a 240,2 milhões de reais.

No terceiro trimestre, a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado subiu 30 por cento sobre um ano antes, a 107,1 milhões de reais, acima da expectativa média de analistas de 96,2 milhões de reais.

Em relatório, o BTG Pactual disse enxergar perspectivas mais positivas para a empresa, calcadas no progresso das vendas e na margem bruta.

"Na nossa visão, apesar de um lucro líquido ou geração de caixa serem improváveis no curto prazo, a estratégia da B2W está no caminho certo: a companhia está investindo em Tecnologia da Informação e logística e preparando sua plataforma para um crescimento muito mais rápido, com melhor serviço e experiência de compra mais agradável", escreveu o analista Fabio Monteiro.   Continuação...