November 14, 2013 / 7:33 PM / 4 years ago

Lojas Americanas poderá atingir meta de abertura de lojas apenas em 2014

3 Min, DE LEITURA

Por Marcela Ayres

SÃO PAULO, 14 Nov (Reuters) - A varejista Lojas Americanas está empenhada em abrir mais 89 lojas no último trimestre, dentro do plano de inaugurar 129 lojas neste ano, mas admitiu que a meta pode ser cumprida nos primeiros meses de 2014.

Em teleconferência com analistas nesta quinta-feira, o vice-presidente financeiro da companhia, Murilo Corrêa, reforçou que os contratos para as lojas previstas para o fim de 2013 já foram fechados.

Mas o executivo ressaltou que a investida não depende só da empresa, citando, por exemplo, o prazo de abertura de novos shoppings onde algumas unidades serão instaladas.

"A gente está firme para terminar o (programa) 'Sempre Mais Brasil' agora. Se isso não ocorrer, a gente vai inaugurar (as lojas que sobrarem) no primeiro trimestre do ano que vem", disse Corrêa, que também é diretor de relações com investidores. O objetivo em quatro anos é abrir 400 lojas.

O executivo previu ainda um cenário competitivo mais desafiador no quatro trimestre, com pressão nos preços por conta do aumento da concorrência. Na véspera, a empresa divulgou avanço de 16,3 por cento no lucro trimestral consolidado frente igual período de 2012, a 97 milhões de reais.

Impulsionada pelo crescimento da receita e pelas melhorias operacionais da sua controlada B2W, de comércio eletrônico, a cifra veio acima da expectativa de analistas, que esperavam, em média, lucro líquido de 83,2 milhões de reais segundo pesquisa da Reuters.

"Acreditamos que a companhia está no caminho para sua meta de 129 lojas em 2013, alcançando as 400 lojas prometidas em 2009", afirmou o BTG Pactual. No acumulado do ano, a varejista abriu 40 unidades.

"Gostamos da consistência da Lojas Americanas, com a combinação de um crescimento orgânico acima da inflação, agressivo plano de abertura de lojas e ganho nas margens", acrescentou o BTG, em relatório assinado pelo analista Fabio Monteiro.

As ações da companhia, que abriram a sessão no azul, ampliaram os ganhos ao longo desta quinta, operando em alta de 5,69 por cento às 17h25. No mesmo momento, o Ibovespa, no qual a companhia está incluída, subia 2,34 por cento.

Resultados

No terceiro trimestre, a Lojas Americanas elevou a receita líquida em 15,5 por cento na comparação anual, a 3,08 bilhões de reais.

As vendas no critério mesmas lojas, que consideram apenas os estabelecimentos abertos há mais de um ano, subiram 8 por cento no terceiro trimestre.

"A companhia é uma das poucas no setor de varejo que tem conseguido repassar preços acima da inflação", disse o analista da XP Investimentos William Castro Alves, em relatório.

Durante a teleconferência, Corrêa afirmou que a empresa vê espaço para elevar o crescimento de vendas nas mesmas lojas daqui para frente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below