GE faz acordo de US$500 mi para unidade petroquímica no Egito

segunda-feira, 18 de novembro de 2013 10:20 BRST
 

CAIRO, 18 Nov (Reuters) - A General Electric e a companhia egípcia privada Carbon Holdings assinaram um acordo de 500 milhões de dólares nesta segunda-feira para fornecerem apoio à construção da maior unidade de craqueamento líquido do mundo em um complexo petroquímico no Golfo de Suez.

O projeto de craqueamento de nafta é parte do Complexo Petroquímico Tahrir, avaliado em 4,8 bilhões de dólares, disse Basil El-Baz, presidente-executivo da Carbon Holdings.

Baz afirmou que a construção da unidade vai começar em algum momento de 2014 e que deverá levar cerca de 50 meses.

A nova planta terá capacidade de produção anual de 1.360.000 toneladas de etileno e polietileno e "quantidades significativas de propileno, benzeno, butadieno e oleofinas".

(Por Shadia Nasralla)