Alitalia deve demitir 2.500 a 2.600 funcionários--fontes sindicais

segunda-feira, 18 de novembro de 2013 17:42 BRST
 

ROMA, 18 Nov (Reuters) - A Alitalia vai cortar 2.500 a 2.600 empregos seguindo um plano de reestruturação para manter a combalida aérea italiana voando, disseram fontes sindicais nesta segunda-feira, enquanto continua a busca da empresa por um novo sócio, depois da rejeição da Air France-KLM.

As demissões incluirão pilotos, equipes de cabine e de solo, somando 1.300 pessoas em contratos a termo, e outros 220 pilotos, 400 membros de cabine e 600 a 700 funcionários na equipe de aeroportos, disse a fonte.

Outra fonte sindical disse que um encontro com os sindicatos estava previsto para quinta-feira ou sexta-feira.

A Air France-KLM decidiu na semana passada que não contribuiria com o aumento de capital de 300 milhões de euros e permitiria que sua participação de 25 por cento fosse diluída para 7 por cento.

Uma porta-voz da Alitalia disse que o plano industrial revisto mencionava apenas cortes de custos e não especificava demissões nesta fase.

(Por Alberto Sisto)