China rejeita carga de milho dos EUA com transgênico não aprovado--fonte

segunda-feira, 18 de novembro de 2013 17:54 BRST
 

Por Karl Plume

18 Nov (Reuters) - A China rejeitou uma carga de milho dos Estados Unidos por conter uma variedade geneticamente modificada que não é aprovada para a importação, disse uma fonte do mercado nesta segunda-feira.

O carregamento trazia o milho Agrisure Viptera, da Syngenta, também conhecido como MIR 162, disse a fonte.

"Está confirmado. É um carregamento e o MIR 162 foi o problema", disse a fonte, que pediu para não ser identificada.

A China ainda não assinou acordo sobre a variedade, mas é esperada uma aprovação mais tarde este ano ou em 2014, de acordo com traders. O produto é aprovado para importação por inúmeros parceiros comerciais dos EUA, incluindo México, União Europeia e o principal importador, o Japão.

"A Syngenta não está ciente de nenhum incidente como este", disse Paul Minehart, chefe da área de comunicação corporativa norte-americana da Syngenta Corporation.

O Agrisure Viptera, criado para oferecer mais proteção contra insetos, é amplamente cultivado nos EUA e portanto vestígios do grão podem ter se misturado a variedades aprovadas para embarque pela China, disseram traders.

Um carregamento argentino foi aprovado para importação mais cedo este ano, apesar de conter traços do MIR 162.

A China deverá importar um recorde de 7 milhões de toneladas de milho no ano comercial 2013/14 (setembro a agosto), de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.   Continuação...