GM aposta na Colorado para segmento de picapes médias nos EUA

quarta-feira, 20 de novembro de 2013 13:17 BRST
 

LOS ANGELES, 20 Nov (Reuters) - A General Motors está apostando no desejo dos consumidores norte-americanos por algo diferente de carros e veículos utilitários crossovers para impulsionar a demanda pela Chevrolet Colorado, picape média que irá entrar mais uma vez no mercado dos Estados Unidos no próximo outono do hemisfério norte.

Como parte da chamada "estratégia de três caminhonetes", que inclui a pesada Chevrolet Silverado, o modelo 2015 da Colorado tem um apelo de estilo de vida, nos moldes do que a Subaru fez com seus veículos, oferecendo espaço, utilidade e um interior refinado.

A GM acredita que a Colorado, que vai estrear no Salão do Automóvel de Los Angeles nesta quarta-feira, terá muito mais sucesso do que da última vez que esteve no mercado norte-americano. Suas vendas atingiram o pico em 2005, acima de 128 mil unidades.

No entanto, o declínio de popularidade e a necessidade da empresa de economizar dinheiro durante a sua falência em 2009 obrigaram o modelo a sair do mercado dos EUA no ano passado.

A GM, que nunca parou de vender a Colorado no exterior, prevê um retorno lucrativo em um segmento que foi abandonado por suas rivais norte-americanas Ford Motor e Chrysler.

"Nós sinceramente acreditamos que, a partir de toda a pesquisa que fizemos, há um grande número de pessoas à procura de uma picape média", disse Alan Batey, chefe global da Chevrolet, antes do relançamento. "O que aconteceu no segmento foi que não havia muita escolha", completou a repórteres.

(Por Ben Klayman)

 
O logotipo na concessionária da Chevrolet, da General Motors, é vista atrás de uma picape Chevrolet na cidade de Golden. A General Motors está apostando no desejo dos consumidores norte-americanos por algo diferente de carros e veículos utilitários crossovers para impulsionar a demanda pela Chevrolet Colorado, picape média que irá entrar mais uma vez no mercado dos Estados Unidos no próximo outono do hemisfério norte. 04/09/2013. REUTERS/Rick Wilking