Vendas no varejo dos EUA superam estimativas e apontam para crescimento firme

quarta-feira, 20 de novembro de 2013 12:53 BRST
 

WASHINGTON, 20 Nov (Reuters) - Um indicador dos gastos dos consumidores dos Estados Unidos subiu mais que o esperado em outubro, sugerindo que a maior economia do mundo ganhou impulso no início do quarto trimestre.

O Departamento de Comércio anunciou nesta quarta-feira que as vendas no varejo, excluindo automóveis, gasolina e materiais de construção, subiram 0,5 por cento no mês passado, depois de terem avançado 0,3 por cento em setembro.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o chamado núcleo das vendas, que corresponde mais de perto ao componente de consumo do Produto Interno Bruto, subisse 0,3 por cento.

O aumento maior do que o esperado nas vendas do varejo sugere que os gastos dos consumidores provavelmente aceleraram depois de tocarem o nível mais baixo em dois anos no terceiro trimestre e que provavelmente limitarão os riscos para o crescimento econômico no quarto trimestre.

O resultado do varejo no mês passado foi impulsionado pelas fortes vendas de roupas, móveis, eletrônicos e artigos esportivos, entre outros.

As vendas de automóveis e peças subiram 1,3 por cento em outubro, depois de terem caído 1,2 por cento em setembro.

Isso ajudou a compensar a queda nas vendas de postos de gasolina e nas lojas de materiais de construção e de equipamentos de jardim, levando as vendas totais no varejo a subirem 0,4 por cento em outubro. As vendas no varejo ficaram estáveis ​​em setembro e os economistas esperavam crescimento de 0,1 por cento em outubro.

(Por Lucia Mutikani)

 
Pessoas carregam sacolas de compra e passam por uma placa que indica uma promoção no shopping Beverly Center em Los Angeles, Califórnia. Um indicador dos gastos dos consumidores dos Estados Unidos subiu mais que o esperado em outubro, sugerindo que a maior economia do mundo ganhou impulso no início do quarto trimestre. 8/11/2013 REUTERS/David McNew