BB quer atrair investidor da Ásia para empréstimo de US$1 bi--fontes

quinta-feira, 21 de novembro de 2013 07:22 BRST
 

Por Guillermo Parra-Bernal

NOVA YORK (Reuters) - O Banco do Brasil, maior banco da América Latina em ativos, mantém conversas com uma série de bancos para levantar pelo menos 1 bilhão de dólares em um empréstimo sindicalizado, disseram duas fontes com conhecimento do negócio na quarta-feira.

O banco estatal busca atrair investidores asiáticos para o negócio, disse uma das fontes que não quis se identificar. Uma segunda fonte afirmou que o empréstimo teria duas partes de três e quatro anos, respectivamente.

A primeira fonte disse que se as condições de mercado se tornarem favoráveis, a quantia pode ir "acima da marca de 1 bilhão de dólares". Nenhuma das fontes detalhou os custos pretendidos dos empréstimos para ambas as tranches.

A segunda fonte acrescentou que as unidades asiáticas de JPMorgan, BNP Paribas, HSBC e Standard Chartered estão entre os bancos com chance de participar na transação. O Banco do Brasil não quis comentar o assunto.

Muitas empresas brasileiras estão avaliando ativamente ofertas de captação de recursos nos mercados internacionais de dívida antes do final do ano, com a estatal Petrobras e a mineradora Vale considerando a venda de bônus globais em algumas semanas.

Vale, Petrobras e Banco do Brasil poderiam obter novos recursos para investimentos e outros fins corporativos antes do que o habitual para mitigar o risco de captação de recursos antes da eleição presidencial no Brasil em outubro do próximo ano e também da esperada redução dos estímulos econômicos pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos.