Crescimento da indústria da China desacelera em novembro--PMI

quinta-feira, 21 de novembro de 2013 07:30 BRST
 

PEQUIM, 21 Nov (Reuters) - A atividade do setor industrial da China cresceu a um ritmo mais lento em novembro, conforme as novas encomendas de exportação encolheram, mostrou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O resultado impulsiona as expectativas de que a economia pode perder algum de seu vigor no quarto trimestre, à medida que Pequim muda seu foco para reformas estruturais.

O PMI preliminar do Markit/HSBC caiu para 50,4 em novembro ante leitura final de outubro de 50,9. Mas permaneceu acima da marca que 50 que separa expansão de contração pelo quarto mês seguido, indicando que o governo alcançou a estabilidade que buscava para avançar com as reformas.

A liderança da China apresentou o conjunto mais ousado de reformas econômicas e sociais em quase três décadas após reunião de quatro dias que acabou na semana passada.

O subíndice do PMI que mede as novas encomendas de exportações caiu para a mínima em três meses de 49,4 em novembro ante 51,3 em outubro, refletindo a fraca demanda externa.

No geral as novas encomendas também caíram ligeiramente, o que pode sugerir que uma retomada da demanda doméstica ainda não é forte o suficiente para compensar a fraqueza das encomendas externas.