Yellen supera 1º obstáculo no Senado para assumir o Fed

quinta-feira, 21 de novembro de 2013 14:54 BRST
 

Por Alister Bull e Margaret Chadbourn

WASHINGTON, 21 Nov (Reuters) - O Comitê Bancário do Senado dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira a indicação de Janet Yellen para se tornar a primeira mulher a comandar o Federal Reserve, enviando o seu nome para aprovação final do plenário do Senado.

Se confirmada, como é amplamente esperado, a atual número dois do banco central norte-americano irá substituir o chairman Ben Bernanke quando o mandato dele acabar em 31 de janeiro, transformando-a na mulher mais poderosa no mundo das finanças.

O placar ficou em 14 a favor e 8 contra. Três republicanos votaram a favor da indicação de Yellen e um democrata votou contra.

Indicada pelo presidente Barack Obama, Yellen é considerada como de postura mais flexível em relação à política monetária, priorizando o combate ao alto desemprego mais do que no risco de que isso promova inflação futura.

Ela presidirá um banco central que tomou medidas dramáticas e não convencionais para promover o crescimento e as contratações nos EUA, medidas que atraíram críticas ferozes em meio aos que temem inflação futura e possíveis bolhas nos preços de ativos.

O Fed tem mantido as taxas de juros referenciais dos EUA perto de zero desde o fim de 2008 e quadruplicou o tamanho de seu balanço patrimonial para 3,9 trilhões de dólares com três campanhas de compras de títulos com o objetivo de reduzir o custo de financiamento de longo prazo.

Isso tornou o Fed um alvo para parlamentares republicanos que temem que essa postura bastante expansionista tenha permitido grandes gastos da administração Obama.

"Os custos de longo prazo dessas medidas não estão claros e são francamente preocupantes", disse o senador republicano Michael Crapo ao comitê antes de votar "não".   Continuação...

 
A vice-chair Janet Yellen do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, fica de pé após testemunho durante uma audiência de confirmação em sua indicação para ser a chairwoman do Fed, perante o Comitê Bancário do Senado em Washington. O Comitê aprovou a indicação de Yellen para se tornar a primeira mulher a comandar o Federal Reserve, enviando o seu nome para aprovação do plenário do Senado. 14/11/2013 REUTERS/Joshua Roberts