Caterpillar é investigada por supostamente jogar peças de trens no mar--WSJ

sexta-feira, 22 de novembro de 2013 12:09 BRST
 

22 Nov (Reuters) - Uma unidade da Caterpillar está sendo investigada por agentes federais, que vão apurar se a empresa despejou partes de trens no oceano ao largo do Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, como parte de um esquema para cobrar os clientes por peças que eles não precisavam, afirmou o Wall Street Journal.

Os agentes estão investigando se a Progress Rail estava jogando peças de freio e outros itens no mar, perto do porto de Long Beach, para esconder evidências de que estava cobrando os proprietários de equipamentos ferroviários pela substituição de peças que ainda estavam em bom estado, disse o jornal, citando pessoas com conhecimento do assunto.

A Progress Rail, que foi adquirida pela Caterpillar em 2006 por cerca de 800 milhões de dólares, repara locomotivas e vagões.

A operadora de ferrovia Union Pacific Corp foi um dos clientes potencialmente afetados pelas supostas atividades, afirmou o jornal, citando fontes.

A investigação do grande júri está sendo conduzida pela Procuradoria dos EUA para o Distrito Central da Califórnia por causa de suspeitas de que a Progress Rail estaria desrespeitando leis ambientais, de acordo com uma pessoa familiarizada com a situação, acrescentou o jornal.

Os executivos da Caterpillar e da Progress Rail não estavam disponíveis para comentar o assunto.

(Por Rohit T. K.)