Statoil adia desenvolvimento de campo no Reino Unido por custo elevado

sexta-feira, 22 de novembro de 2013 13:08 BRST
 

OSLO, 22 Nov (Reuters) - A norueguesa de petróleo e gás Statoil adiou o desenvolvimento de seu campo de óleo pesado de Bressay, no mar do Norte do Reino Unido, na esperança de simplificar o projeto e reduzir seus custos, disse um porta-voz nesta sexta-feira.

Bressay, com um volume estimado entre 200 e 300 milhões de barris de óleo recuperável, estava estimado para custar até 7 bilhões de dólares, valor relativamente alto por causa das condições difíceis.

No entanto, dados de poços do campo vizinho de Bentley, que possui geologia semelhante, indica que há potencial para simplificar o conceito de desenvolvimento, reduzir o número de poços necessários e tornar o projeto mais barato, disse o porta-voz Knut Rostad.

"A Statoil, com base na recomendação do grupo de licenças de Bressay, decidiu reconsiderar o conceito de desenvolvimento e atrasou a decisão de desenvolver o campo", disse Rostad.

A Statoil disse mais cedo que esperava o primeiro óleo para o primeiro trimestre de 2018 e que Bressay pode ser operado por 30 anos.

(Reportagem de Balazs Koranyi)