Claro ultrapassa meta de reclamações da Anatel no trimestre até julho

sexta-feira, 22 de novembro de 2013 13:45 BRST
 

BRASÍLIA, 22 Nov (Reuters) - A operadora Claro, controlada pela América Móvil, foi a única a ultrapassar a meta de reclamações de clientes estabelecida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) entre os meses de maio a julho, de acordo com o último levantamento da agência divulgado nesta sexta-feira.

A Claro teve 31 reclamações a cada 1.000 usuários em seu centro de atendimento em julho, último mês analisado, ultrapassando o limite estabelecido de 10 reclamações a cada mil clientes, informou o superintendente de Controle de Operações da Anatel, Roberto Pinto Martins.

A empresa também foi a única a ficar acima do limite da Anatel em maio e junho, com 28 reclamações registradas em cada um desses meses.

"A Claro está extrapolando ... Certamente a empresa será sancionada pelo descumprimento desse indicador", disse Martins, a jornalistas, após a apresentação dos resultados do levantamento para o trimestre terminado em julho. A Claro vem ultrapassando a meta desde agosto de 2012.

Procurada pela Reuters, a Claro não se manifestou imediatamente.

Na mesma base de comparação, a Vivo ficou no limite da meta, com 10 reclamações por mil clientes em julho. A Oi registrou 9 reclamações por mil clientes e a TIM teve 6 sob igual critério.

Considerando as reclamações que chegam à central de atendimento da Anatel, a empresa mais reclamada foi a Oi, com 0,83 queixa a cada mil clientes em julho, 0,67 em junho e 0,68 em maio.

As empresas que ultrapassam metas de reclamações de clientes podem ser multadas em até 50 milhões de reais, segundo regulamento da Anatel, informou Martins. Ele acrescentou que a Anatel costuma aguardar até o final do ano, quando faz um mapeamento do cumprimento dos indicadores, para somente depois aplicar multas.

O levantamento da agência integra o plano de melhorias da telefonia móvel implementado no ano passado.

(Por Nestor Rabello, Texto de Anna Flávia Rochas; Edição Marcela Ayres)