Acordo do Irã pressiona preços do petróleo e sustenta ações asiáticas

segunda-feira, 25 de novembro de 2013 07:38 BRST
 

SYDNEY, 25 Nov (Reuters) - Os preços do petróleo tiveram queda nesta segunda-feira depois que o Irã e seis potências mundiais fecharam um acordo para limitar o programa nuclear do país, um estímulo para o crescimento econômico global que se manifestou em preços mais altos nas ações de Tóquio até Seul.

O acordo concede certo alívio ao Irã das sanções e é considerado um grande passo na direção de um tratado mais duradouro. Embora não será permitido ao Irã aumentar suas vendas de petróleo por seis meses, qualquer abrandamento das tensões no Oriente Médio tende a conduzir para preços de petróleo mais baixos.

A atenção na Ásia estava novamente nos mercados japoneses visto que uma queda no iene promete impulsionar as exportações e os lucros. O índice Nikkei avançou 1,54 por cento, após ter tido ganho de quase 11 por cento em pouco mais de duas semanas.

Mas com o dinheiro fluindo para ativos do mundo desenvolvido, os mercados emergentes não estão ganhando atenção. Foi notável que o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão não fez avanços na semana passada, mesmo com Wall Street registrando novos picos. Às 7h35 (horário de Brasília), o índice tinha leve alta de 0,29 por cento.