China investiga segurança em dutos após explosão da Sinopec

segunda-feira, 25 de novembro de 2013 16:21 BRST
 

XANGAI, 25 Nov (Reuters) - A China lançou uma ampla investigação sobre a segurança de seus óleo e gasodutos, informou a mídia estatal nesta segunda-feira, após o número de mortos em uma explosão em um oleoduto da Sinopec da semana passada subir para 52.

A explosão no terminal de petróleo de Qinqdao na sexta-feira foi o mais mortífero acidente da história da Sinopec e um dos piores desastres industriais relatados publicamente na China neste ano.

A mídia estatal informou que o número de mortos subiu de 35 para 52 no domingo após uma visita do presidente Xi Jinping à cidade para analisar os esforços de resgate e conhecer as vítimas.

Em comunicado à bolsa de valores de Xangai nesta segunda-feira, a Sinopec disse que está cooperando com uma investigação do governo sobre o acidente. A empresa disse que as operações estão normais e que o fornecimento de petróleo está estável.

A agência oficial de notícias Xinhua informou que Xi ordenou uma ampla inspeção de segurança nas redes de dutos de petróleo e gás.

(Reportagem de Pete Sweeney)