Ações europeias recuam com forte volume; ação da Repsol ignora tendência

terça-feira, 26 de novembro de 2013 18:03 BRST
 

Por Blaise Robinson

PARIS, 26 Nov (Reuters) - As ações europeias fecharam em queda nesta terça-feira, com alertas sobre balanços corporativos e dados mais fracos do que o esperado sobre a confiança do consumidor nos Estados Unidos mantendo os índices acionários dentro de bandas estabelecidas mais cedo neste mês.

O papel da petroleira espanhola Repsol ignorou a tendência, avançando 4,3 por cento, na medida em que investidores receberam bem o possível fim de um conflito de um ano com a Argentina sobre a compensação pela nacionalização da fatia da Repsol na YPF.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, recuou 0,63 por cento, para 1.294 pontos, com volume quase 15 por cento maior do que o volume diário médio do índice para os últimos 90 dias.

O índice de blue-chips da zona do euro Euro STOXX 50 caiu 0,3 por cento, para 3.062 pontos.

Após um rali de quatro meses que levou tanto o FTSEurofirst 300 quanto o Euro STOXX 50 a máximas em cinco anos, as ações estancaram no fim de outubro e têm caminhado de lado desde então.

O mercado tem sido contido por dados macroeconômicos mistos, uma série de resultados corporativos piores do que o esperado e preocupações com a perspectiva para as medidas de estímulo do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

"A alocação de ativos está ficando complicada, considerando os atuais níveis de preço. Há muitas questões sobre o fim do quantitative easing", disse a chefe das operações francesas do BNY Mellon Asset Management, Anne-Laure Firschlander.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,87 por cento, a 6.636 pontos.   Continuação...