EXCLUSIVO-União interrompe temporariamente repasses para obras de infraestrutura

terça-feira, 26 de novembro de 2013 22:09 BRST
 

Por Jeferson Ribeiro e Tiago Pariz

BRASÍLIA/SÃO PAULO, 26 Nov (Reuters) - A União interrompeu temporariamente em novembro repasses de recursos para o financiamento de obras de infraestrutura, inclusive ligadas ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no momento em que as contas públicas são alvo de preocupação no mercado.

A suspensão, segundo relato de um governo estadual ouvido pela Reuters, teria durado pelo menos 15 dias e afetado obras tocadas tanto pelo Executivo federal quanto por Estados e municípios, que recebem verbas da União com essa finalidade.

Um representante da indústria da construção confirmou a interrupção de pagamentos pela União, mas disse que não chegou a haver paralisação de obras.

"Houve uma interrupção dos pagamentos", afirmou à Reuters o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Simão Safady, acrescentando que os repasses foram retomados na última sexta-feira.

"Houve um atraso do pagamento de algumas obras, de verbas que vinham do OGU (Orçamento Geral da União)", disse Safady. "Não sei precisar quanto (tempo durou a interrupção), fato é que existiu", acrescentou.

"Eles (governo) não explicaram. Pode ser problema temporário de caixa. Na minha cabeça não tem outra explicação."

O montante repassado pelo governo federal a Estados, municípios e empresas privadas para investimentos neste mês, até o dia 23, caiu 52 por cento contra o mesmo intervalo em outubro, totalizando pouco mais de 2,5 bilhões de reais, de acordo com dados do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), do Tesouro Nacional.

As contas públicas brasileiras passam por momento bastante delicado, afetadas pelo fraco desempenho da economia e por fortes desonerações.   Continuação...