Próximo CEO da Time Warner Cable pode ganhar US$50 mi se empresa for vendida

quarta-feira, 27 de novembro de 2013 16:39 BRST
 

27 Nov - A Time Warner Cable Inc, cortejada por potenciais compradores, poderá pagar mais de 50 milhões de dólares para seu próximo presidente Robert Marcus como parte do contrato, caso a companhia seja comprada e ele seja substituído enquanto CEO.

Marcus, 48, irá assumir o comando da segunda maior empresa de televisão a cabo no lugar de Glenn Britt em 1º de janeiro, enquanto as especulações sobre uma compra tomam corpo.

Para Marcus receber o dinheiro em sua saída, a Time Warner Cable teria que ver uma mudança no controle por meio de "fusão, aquisição, venda ou outro acordo" enquanto ele for CEO, segundo acordo de contratação revelado em documento submetido aos reguladores.

Se abrir espaço para um novo líder, Marcus receberá três vezes o seu salário base de 1,5 milhão de dólares e três vezes seu bônus anual de 5 milhões de dólares, o que equivale a 19,5 milhões de dólares.

Marcus também teria direito a opções de ações acumuladas ao longo do seu tempo na empresa. Com base no preço de fechamento da ação da Time Warner Cable de 136,56 dólares na terça-feira, o executivo poderia sacar aproximadamente 37 milhões de dólares em ações, o que resultaria em um pagamento total de 56,5 milhões de dólares.

Marcus foi nomeado para o cargo de presidente-executivo em julho. Antes disso, ele havia sido promovido a vice-presidente de operações e presidente em 2010, cinco anos depois de ingressar na companhia.

(Por Liana B. Baker)