Pessimismo francês prejudica confiança da zona do euro

quinta-feira, 28 de novembro de 2013 08:47 BRST
 

BRUXELAS, 28 Nov (Reuters) - Mais europeus se sentiram otimistas quanto à recuperação na zona do euro em novembro, informou a Comissão Europeia nesta quinta-feira, mas as famílias e empresas francesas tornaram-se pessimistas, complicando uma forte recuperação do bloco.

A confiança econômica nos 17 países que usam o euro se fortaleceu em 0,8 ponto, para 98,5 no sétimo mês seguido de ganhos, superando as expectativas de economistas. A leitura do clima empresarial entrou em território positivo pela primeira vez desde março do ano passado.

Mas entre as cincos maiores economias da zona do euro, a França foi a única a mostrar deterioração, enquanto Itália, Espanha, Holanda e Alemanha continuaram a se fortalecer.

A zona do euro está tentando sair de forte crise bancária e de dívida que quase rachou a região de moeda única, mas o desemprego recorde e a escassez de empréstimos bancários são um peso sério sobre a recuperação que começou neste ano.

A confiança e o ímpeto econômico estão se enfraquecendo na França e a atividade empresarial do país encolheu em novembro, visto que os altos custos trabalhistas e uma falta de reformas prejudicaram a competitividade francesa.

O pessimismo francês foi mais notável na medida da Comissão Europeia da confiança do consumidor da zona do euro, que caiu neste mês, interrompendo uma tendência de alta ao longo do último ano.