UBS reduz equipe de consultoria para ricos em mercados emergentes

quinta-feira, 28 de novembro de 2013 10:13 BRST
 

ZURIQUE/DUBAI, 28 Nov (Reuters) - O banco suíço UBS está reduzindo seus serviços de banco de investimento e consultoria corporativa para clientes ricos em alguns importantes países emergentes para diminuir sobreposições com outros departamentos, segundo três fontes familiarizadas com o plano.

O Grupo de Consultoria Corporativa do banco oferece serviços como aconselhamento sobre fusões e aquisições (M&A) e ofertas públicas iniciais de ações (IPOs), além de opções de financiamento e operações estruturadas de ativos para indivíduos com patrimônios elevados e empresários, clientes da divisão de administração de fortunas do banco.

Indivíduos com patrimônios muito altos normalmente têm no mínimo 25 milhões de dólares em recursos que podem ser investidos.

As fontes disseram que a maior parte da reestruturação do CAG acontecerá em mercados emergentes como o Oriente Médio, África, Turquia e Ásia, mas não forneceram um número de postos de trabalho que serão eliminados na reformulação.

A unidade, que emprega cerca de 80 pessoas em 15 escritórios, atua essencialmente como uma interface entre as operações de banco de investimento e de administração de fortunas do banco.

O maior banco da Suíça em ativos tem se reformulado após a crise financeira e uma série de escândalos, abandonando atividades arriscadas de renda fixa e levantando capital para restaurar sua reputação.

(Por Katharina Bart e Dinesh Nair)