Governo confirma concessão separada de trecho da ferrovia Norte-Sul

quinta-feira, 28 de novembro de 2013 14:25 BRST
 

SÃO PAULO/BRASÍLIA, 28 Nov (Reuters) - O governo redesenhou três trechos de ferrovias que serão concedidos à iniciativa privada e, conforme antecipado pela Reuters, fará uma concessão separada para o sul da ferrovia Norte-Sul entre Palmas (TO) e Estrela D'Oeste (SP).

A separação dos lotes consta de resolução do Conselho Nacional de Desestatização (CMN) publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Anteriormente, o governo queria incluir trechos da Norte-Sul em lotes de concessão de outras ferrovias já programadas, como a que liga Lucas do Rio Verde (MT) a Campinorte (GO), também chamada de ferrovia da soja.

Com a resolução, o trecho entre Mato Grosso e Goiás, de 883 quilômetros, será licitado separadamente dos cerca de 1,5 mil quilômetros da Norte-Sul entre Palmas e Estrela D'Oeste.

As duas ferrovias se conectam em Campinorte, mas serão concessões separadas.

Em entrevista exclusiva à Reuters em 14 de novembro, o ministro dos Transportes, César Borges, explicou que, diferentemente dos demais trechos que vão a leilão, que serão construídos pelos concessionários, o trecho da Norte Sul será entregue já pronto à iniciativa privada.

A resolução desta quinta-feira do CND também separa a Norte-Sul da concessão do trecho de ferrovia que ligará Estrela D'Oeste (SP) a Dourados (MS), de 659 quilômetros.

(Por Roberta Vilas Boas e Leonardo Goy)