Residência e comércio voltam a puxar consumo de energia--EPE

sexta-feira, 29 de novembro de 2013 14:43 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O consumo de energia elétrica cresceu 4,3 por cento em outubro na comparação anual, a 39.442 gigawatts-hora (GWh), puxado pelo segmento residencial e comércio, informou nesta sexta-feira a Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

"Mais uma vez, a maior contribuição para o aumento do consumo veio da baixa tensão, em que são atendidos os consumidores residenciais e grande parte do setor de comércio e serviços", disse a EPE, em comunicado.

No acumulado do ano, a taxa acumulada de crescimento é de 3,3 por cento.

De acordo com a EPE, consumo das famílias cresceu 7,6 por cento no período e o setor terciário, 7,3 por cento. "Tomados em conjunto, esses segmentos explicam 75 por cento da expansão do consumo de energia no mês de outubro e quase 80 por cento do aumento no ano", afirmou.

Em outubro, o consumo de energia nas residências brasileiras alcançou 10.533 GWh, uma alta de 7,6 por cento sobre igual mês do ano anterior.

Já a classe comercial cresceu 7,3 por cento, para o 7.078 GWh, enquanto a indústria teve leve alta de 1,4 por cento, a 15.766 GWh.

(Por Juliana Schincariol)